4 Mitos Sobre o Treino de Glúteos

Quem não deseja um bumbum perfeito e músculos posteriores da coxa bem definidos?
Neste artigo vamos desmistificar algumas ideias sobre o treino de glúteos e dos músculos posteriores da coxa. Não perca tempo, o Verão está chegando!

MITO 1 – Faça bastante exercício cardiovascular para queimar mais gordura na zona dos glúteos.

Fazer cardio não vai fazer você perder massa gorda numa determinada zona em específico.
É comum ver algumas atletas se exercitando no simulador de escadas durante bons períodos de tempo. É verdade que essa máquina ajuda a estimular as fibras musculares do tipo 1, e potencialmente ajudar no desenvolvimento muscular. No entanto, esse efeito também se obtém com a marcha em plano inclinado, o elíptico, indoor cycling, ou simplesmente fazendo treinos de musculação com cargas baixas e muitas repetições.
Não é que você deva evitar o treino cardiovascular, ou a máquina simuladora de escadas, mas simplesmente deve entender que estes não vão queimar a gordura num local específico como você quer.
cardio-na-simuladora-de-escadas

MITO 2 – Você deve fazer alguns exercícios de forma insistente.

Existem muitos exercícios que fazem um ótimo trabalho ao estimular os glúteos e os posteriores da coxa ao mesmo tempo, como por exemplo o levantamento terra e a extensão do tronco no banco.
No entanto, se você quer desenvolver a musculatura ao máximo, você vai ter de executar uma variedade de exercícios e não insistir em apenas um tipo.
As armas de sucesso para os glúteos são as variações de elevação do quadril e de flexão dos joelhos.
A elevação do quadril por exemplo, pode ser feita com barra, com bandas, ou uma perna de cada vez. Outros exercícios muito importantes são o agachamento com barra, passada com halteres, agachamento búlgaro, peso morto romeno, entre outros.
Para desenvolver os posteriores da coxa, o peso morto (ou levantamento terra) e a extensão do tronco no banco são essenciais, mas também deve experimentar o “Good morning”, todas as variações de rosca de pernas (curl de pernas) e as elevações do quadril no solo.
Tenha em mente que a variedade de estímulos vence e convence, no que diz respeito a desenvolver massa muscular.
elevação-do-quadril

MITO 3 – A corrida de velocidade faz aumentar a musculatura da sua linha posterior.

É verdade que a corrida de velocidade é uma atividade ultra intensa.
No entanto, a probabilidade de se lesionar seriamente aumenta também, pois até ganhar experiência e técnica adequadas, você irá correr de forma pouco controlada.
Além disso, por si só não proporciona uma perda de gordura localizada nessa zona, nem é melhor que as variações descritas no ponto anterior.
Os praticantes de corrida de velocidade também praticam musculação, e fazem muito exercícios para reforçar a musculatura posterior, o que contribui para a sua aparência física.
Sendo assim, a equipa MTT aconselha sim a investir no treino com pesos para melhorar a sua condição física e esculpir o seu corpo como deseja! Se você quer experimentar a corrida, pode fazê-lo, mas comece devagar, com aconselhamento de alguém especializado, e não se esqueça de aquecer bem!
corrida-de-velocidade

MITO 4 – “Praticando musculação apenas, consigo ficar com um bumbum e umas coxas perfeitas”

Você pode até ter nascido com uma genética impressionante, mas a maior parte das mulheres precisa ter em atenção outros fatores importantes: Dietatreino com pesos e treino cardiovascular.
Você não vai conseguir otimizar os seus níveis de gordura corporal se falhar ao incorporar alguma dessas 3 estratégias.
Se você quer perder gordura, procure aumentar gradualmente as cargas utilizadas, adira a um plano nutricional adequado com boas fontes de proteína, e faça cardio de forma moderada.
Assim sim, você ataca com todas as armas possíveis para conseguir os níveis mais baixos de gordura no seu corpo e fazer sobressair as curvas!

COMMENTS

Leave a Comment